Publicado por: unknown | janeiro 6, 2009

Como Comer uma Coxinha

Este será possivelmente o post mais polêmico de todo o blog, simplesmente por existirem muitas correntes a respeito de qual a maneira mais apropriada de se devorar uma coxinha. Para não nos alongarmos muito eliminei aquelas variações que pensam que a coxinha deve tomar a primeira mordida pela lateral, tipo dogão do centro. Desculpe-me, mas vá comer rissole, bolinhas de queijo ou qualquer um desses salgados secundários.

O grande embate aqui, aquele em que realmente devemos prestar atenção, é: começamos a comer a coxinha pela parte mais angulada (pontinha) ou pela parte mais bojuda? Se você prestou bastante atenção à ilustração do post abaixo perceberá onde está o guardanapo, logo, por onde a coxinha deve ser segurada e, por conseqüência, em qual parte será dada a primeira mordida.

Vamos classificar as pessoas que comem coxinha da maneira correta de pontilistas. Já aqueles que dão a primeira mordida na parte bojuda da coxinha, logo que comem do jeito errado, serão classificados de rodapedeutas.

Um dos argumentos favoritos (e gosmosamente equivocado) dos rodapedeutas é que ao ser retirada de sua encubadora, o atendente do recinto colocou o guardanapo na ponta da coxinha e a entregou para você, pronta para ser comida. Assim, eu como coxinhas de rodoviárias, mas alguém já teve que usar o banheiro de uma rodoviária? Com certeza quem trabalha lá teve. Não é legal. Eles não usam aquele banheiro pago de burguês com folha de papel higiênico dupla. Papel chega a ser um luxo dependendo da rodoviária. Por isso a coxinha sempre deve ser manejada com qualquer coisa que pareça um pegador de gelo e colocada em um prato ou em um guardanapo. Quando esse procedimento é obedecido, mas ainda assim a orientação correta para se comer o aperitivo não é seguida, entramos em uma discussão muito mais intrínseca. Que tipo de pervertido(a) sem berço é você que começa comendo uma entidade pela bunda? Muita gente não vê nada de assombroso nisso. Mais um atestado da banalização da violência na sociedade. A favor dos pontilistas temos a necessidade humana de deixar o melhor por último, para o final da experiência. Quem até hoje come primeiro as bordas do sanduíche para depois chegar no meio sabe do prazer ao qual estou me referindo. Você pode ser um fissurado por massa, mas não exagere ao tentar defender o ponto de vista, seu rodapedeuta, caso contrário posso achar que ao invés de coxinhas você merece mesmo é um dogão do centro – pão, ervilha, ketchup rosa e maionese radioativa, sem salsicha já que você gosta tanto de massa.

E já que o assunto foi abordado, outras dicas fundamentais para que você possa comer sua coxinha e avaliá-la com o máximo de coerência possível.

Condimentos permitidos

– Molho de pimenta
– Mostarda (quanto mais ácida melhor)

Invente na maionese, molho inglês e molho de alho por conta e risco. Ketchup é proibido.

Bebidas ideais para acompanhar

– Coca de garrafinha 290ml
– Fanta Uva de qualquer espécie
– Refrigerantes regionais ultra-adocicados
– Cerveja (Kaiser, Bavaria e Nova Schin não podem ser consideradas cerveja, siga seu bom senso)

E um último adendo.

Ao comer sua coxinha no balcão tenha orgulho dela. Nunca apoie os dois cotovelos no balcão e aproxime a mandíbula. Além de pouco confortável essa posição faz você empinar a bunda, o que é muito sugestivo em vários momentos, mas esse não é um deles. A posição ideal é apenas um dos cotovelos apoiados no balcão, tronco em 45º direção a porta de entrada e coxinha sendo levada à boca, não boca sendo levada à coxinha.

Concorda? Discorda? És um pontilista ou um rodapedeuta? Comente à vontade, mas sem ketchup.

Anúncios

Responses

  1. Eu sempre como as bordas pra depois chegar no recheio. De qualquer coisa. Fanta Uva deixa qualquer prato mais saboroso. Curiosamente, nunca fiz a dobradinha coxinha/fanta uva, mas vou fazer e averiguar. hmmm

  2. coxinha tem esse formato pra você poder apoiar a massa alongada na mão e comer a parte bunduda antes, oras. ketchup nunca.

    mas sempre com orgulho

  3. Oras coxas… enquanto estava na ativa, nunca me dei conta da importância de comer de maneira correta. De tal sorte que estive em cima do muro e oscilando entre pontilista e papa-cu-de-coxa.

    Hoje, convertido ao Clã Zen-Plâncton, venho mui respeitosamente perguntar ao labemólico colega: “coxinha de soja vale?” Dizem que tem uma muito boa na rodoviária de Alto Paraíso, de onde posso mandar um post.

    Grato e sem mais para o momento,
    Areia (filho de Zefa, irmão de Luquinhas)

  4. peraí, peraí…agradeço mui e aviltadamente as elucidações aqui expostas mas me permita um à..aaparte; o acepipe em questão deriva ou não do original com osso? assim sendo o pontilhismo não estaria “duramente” errado? seria a invertebrada versão um novo paradigma culinário e, de tal feita, requerendo novos ditames? ou se aplica a máxima que categoriza: “é pelo tornozelo que se conheçe a galinácea”?
    grato.
    tonquinha

    • tonquinha,

      pense na coxa do frango como algo que não pode ser exatamente uma novidade, certo? As pessoas comiam coxas de frango há diversas décadas, imagino. Para homenageá-la, já existe a coxa-creme. A coxinha foi colocada no mercado como a nova maneira de se comer frango, por isso a revolução não seria completa se ela fosse um levante rodapedeuta. Depois que a coxinha já estava estabelecida como o frango mais democrático da nação, resolveu-se que as tradições também deveriam ser exaltadas, e assim criaram a coxa-creme, essa sim, com características rodapedeutas irrevogáveis.

      😉

  5. Concordo com a Flavinha.

    Sou um bundista desde que comi minha primeira coxinha, pontistas me enchem de desconfiança.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: