Publicado por: unknown | maio 31, 2011

São Paulo – Coxinha do Elevado s/n (sem nome), nº 15

Local – São Paulo

Nome do recinto – desconhecido

Endereço – Av. Francisco Matarazzo, 15 (pertinho do elevado) / Barra Funda

CRÍTICA – por Eustáquio Catarrinho do Império

Fui mandar uma carta para a senhora minha mãe e para a tia pedindo a benção e desculpas por não aparecer no almoço de domingo. Expliquei que a culpa foi da CBF e do seu Teixeira que mandou o jogo do Timão lá em Araraquara. Saindo do correio vi um lugarzinho simpático, com um pessoal se amontoando. Não é qualquer um, mas eu soube que ali tinha alguma coisa boa, e fui lá torcendo para ser a coxinha.

Crosta

Bom, claramente o que estava saindo ali na hora não era a coxinha, já que a crosta não estava digna do seu belo visual crocante. Meio molengona, na verdade, mas nada que comprometesse. Ela tinha pouco óleo também, o que sempre ajuda a continuarmos comendo coxinha por muitos anos vindouros.

Massa

Nem tanto pela massa, mas pela sua distribuição. Hoje em dia percebo um excesso de estabelecimentos abusando da massa, dizendo que ela é a alma da coxinha e mais um bando de falastronices. Daí, o que sobra para a gente? Nada de recheio. A massa aqui estava bem equilibrada, tipo a seleção de 78.

Recheio

Falei com meus comparsas de análise e o comentário geral foi: por que ainda fazem recheio com frango ralado? Tava gostosinho, mas aquela sensação de farofa sem cupim não cai bem nem ali nem no Bacanaço.

Tempero

Aqui surpreendeu. No meio do salzinho dava para perceber aquele tempero de mãe, e como minha mãe usava, reconheci na hora o estragão. Deu sabor e a excentricidade de quem está procurando um sabor autêntico. Comida no centro não dá para ser levinha e sem gosto.

Avaliação geral – 5,0

Eu fiquei um pouco preocupado com minha conduta de não falar o nome do local caso alguém queira provar o petisco, e acabei comentando em casa na hora do almoço. Daí meu filhote achou na internet para mim uma foto do botecão numa espécie de Guia de Ruas, igual aquele que os táxis tinham antes desse GPS. Ó o elo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: