Publicado por: unknown | janeiro 11, 2012

São Paulo – Buteco do Valdir

Local – São Paulo

Nome do recinto – Buteco do Valdir

Endereço – R. Turiassu, 251 / Perdizes

CRÍTICA  – por Eustáquio Catarrinho do Império

Final do ano passado, que passou já faz uma lonjura, fui com a rapaziada das cercanias fazer a fezinha de final de ano. Aquela bolada. Bicho de final de ano é sempre o melhor. Milhar na borboleta e estava tomando rumo da Matarazzo para ir até o centro. Mas não é que vi uma coxinha bonita na vitrine, pronta pra umas dentadas.

Crosta

Típica dos butecos firmezas de família, que fecham cedo. Meio queimada porque sempre tem um cliente pedindo café ou meia de seda, mas que na minha opinião, faz a diferença. deixa mais crocante. Fica a lição: coxinha em pé sujo branquinha ou no ponto é igual crosta pau mole.

Massa

Honesta, mas faltou uma corzinha mais alaranjada. Tudo que vai um coloral ajuda no apetite dos olhos.

Recheio

Pô, Valdir. Estava esperando um franguinho mais sequinho. Quando o cabra sabe fazer, é isso aí. Não é que estivesse uma final de campeonato, mas tinha sim umas lasconas de galinha que faltava só ser cabidela, e ter um pouquinho mais, né?

Tempero

Aqui ganhou a consideração. Pimentinha à parte, boa, nada daquelas coisas aguadas, mas dentro, lá junto do bico do frango, coentro, que nem as Ditas do sítio faziam. Até voltei pra jogar no galo.

Avaliação geral – 5,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: